Sejam todos Bem vindos ...

Quero muito a participação ativa de todos com sugestões, palpites, solicitando temas, etc ... quero tornar esse nosso cantinho muito aconchegante, conto com vcs ...
Bjoss

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Conserve uma amizade...




Passados mais de 50 anos, eis o que aprendi:
O Tempo passa.
A vida acontece.
A distância separa.
As crianças crescem.
Os empregos vão e vêem.
O amor fica mais frouxo.
As pessoas não fazem o que deveriam fazer.
O coração se rompe.
Os pais morrem.
Os colegas esquecem os favores.
As carreiras terminam.
Mas..... os verdadeiros amigos estão lá, não importa quanto tempo e quantos quilômetros estejam entre vocês. Um amigo nunca está mais distante do que o alcance de uma necessidade, torcendo por você, intervindo a seu favor e esperando você de braços abertos; abençoando sua vida!
Todos nós, quando iniciamos esta aventura chamada vida, não sabíamos das incríveis alegrias ou tristezas que estavam adiante, nem sabíamos o quanto precisaríamos uns dos outros.

Moral da história:

A amizade não se resume só em horas boas, alegria e festa. Amigo é para todas as horas, boas ou ruins, tristes ou alegres.

CONSERVEM SEUS AMIGOS(a)!

PERDOE AS DESAVENÇAS QUANDO HOUVER, SEJA FELIZ AO LADO DELES PORQUE O VALOR QUE ELES TÊM NÃO TEM PREÇO...

Texto recebido por email da amiga Rosana.



É fácil trocar as palavras...
Difícil é interpretar os silêncios...
É fácil caminhar lado a lado....
Difícil é saber como se encontrar...
É fácil beijar o rosto...
Difícil é chegar ao coração...
É fácil apertar as mãos...
Difícil é reter seu calor...
É fácil sentir o amor...
Difícil é suportar os defeitos dos outros...

Dia da Lei do Ventre Livre


Lei do Ventre Livre (28/09/1871): O projeto da Lei do Ventre Livre foi proposto pelo gabinete conservador presidido pelo visconde do Rio Branco em 27 de maio de 1871. Por vários meses, os deputados dos partidos Conservador e Liberal discutiram a proposta. Em 28 de setembro de 1871 a lei nº 2040 após ter sido aprovada pela Câmara, foi também aprovado pelo Senado. Embora tenha sido objeto de grandes controvérsias no Parlamento, a lei representou, na prática, um passo tímido na direção do fim da escravatura.


Veja o que mais se comemora hoje

Dia da Mãe Preta
Comemoração interligada ao Dia da Lei do Ventre Livre, no mesmo dia.

Dia de São Venceslau
Hoje é o dia de São Venceslau, Duque Mártir; Santa Eustáquia; Beato Simão de Rojas.

Dia do Hidrográfico
Não existe profissional sem importância nesse mundo, seja por auxílio direto ou enriquecendo nossos conhecimentos, tal qual o perito em Hidrografia.

Dia do Jornaleiro
Os repórteres, jornalistas e escritores são sempre homenageados... mas e quanto ao jornaleiro? Sem esse profissional, não daria pra imaginar as esquinas das cidades brasileiras...


Dia do Lavrador
Também conhecido como Dia do Agricultor (que já temseu dia próprio), não nos esquecemos de vocês. Nossas Homenagens!

Dia do Marítimo Mundial
Essa é uma data dedicada aos profissionais do mar, isso quer dizer que tratas-se de uma comemoração mundial, pois não há fronteiras para as águas.

Como Fazer Pimenta em Conserva

Esterilização

Antes de fazer qualquer conserva é fundamental que os potes de vidro sejam esterilizados.
Escolha um pote de vidro que possua uma tampa que vede bem e lave com água e sabão ou detergente.
Pegue uma panela e forre o fundo com um pano limpo. Coloque o pote e cubra com água.
Deixe ferver por 15 minutos.
Quando faltar 5 minutos, jogue a tampa, para também ser esterelizada.
Deixe esfriar naturalmente, para que não quebre.
Depois que esfriar um pouco, coloque o pote e a tampa sobre um pano limpo com a boca para baixo e deixe secar.

Vinagre

Use preferencialmente, vinagre branco com acidez entre 4 e 6% (40 a 60 gl).
Sal
Utilize sal marinho ou sal limpo. Evite o sal iodado e o sal de mesa.

Branqueamento

É um processo bastante utilizado em receitas de conserva. Se faz da seguinte maneira:
Coloque água numa panela e deixe que ferva.
Quando ferver, coloque o vegetal e deixe por 20 segundos.
Retire e transfira imediatamente para uma tigela com água gelada.

Álcool e Pinga

Se você adicionar uma colher de álcool ou pinga nas conservas de vinagre ou azeite depois que estiverem prontas, a pimenta ficará bem mais picante.

Ervas e Especiarias

Experimente adicionar ervas e especiarias às conservas para dar um toque especial.
As mais utilizadas são: louro, manjericão, tomilho, pimenta do reino, gengibre, cebolinha, salsinha e sementes de mostarda.

Formulação básica de Pimenta em Conserva
Pimenta no Vinagre

2 copos de vinagre branco de maça ou arroz
1 colher de sopa de açúcar
1 colher de chá de sal
pimentas selecionadas

Modo de preparo

Faça uma calda com o vinagre, o sal e o açúcar levando esta mistura para ferver por 2
minutos.
Faça o branqueamento das pimentas.
Coloque as pimentas num vidro esterilizado e jogue a calda quente de vinagre por cima. Deixe
esfriar.
Conserve na geladeira.

Pimenta no Conhaque

Conhaque
Pimentas Selecionadas
1 colher de açúcar
Esterilize o pote em que vão ser colocadas as pimentas.
Branqueie as pimentas.
Faça um corte pequeno longitudinal em cada pimenta e deixe os talos para uma melhor
manipulação.
Encha o vidro com as pimentas e espalhe uma colher de açúcar por cima.
Complete o vidro com conhaque.
Deixe descansar em local fresco e seco de 15 a 30 dias, invertendo o vidro a cada dois dias.
Conserve depois na geladeira.

Pimenta no Azeite

1 xícara de azeite de oliva extra virgem
1 dente de alho picado
6 gotas de suco de limão
pimentas selecionadas

Modo de preparo

Retire as sementes, as veias e o talo das pimentas
Frite o alho no azeite até ficar levemente dourado. Cuidado para não queimar.
Coloque as pimentas num vidro de conserva deixando um espaço livre de 2cm.
Aqueça uma xícara de azeite a 300 graus C.
Enfie o cabo de uma colher no meio das pimentas e abra um buraco.
Despeje o azeite quente, lentamente, para evitar que o azeite suba.
Complete o pote com azeite até atingir 0,5 cm da boca e tampe bem firme.
Deixe esfriar naturalmente.
Conserve na geladeira.

Fonte: www.geronetservices.com

Pimentas do Brasil e seus tipos...












PIMENTA MALAGUETA

Pimenta MalaguetaNome científico: Capsicum frutescens.
Grau de Ardência: 150.000
Formato e posição dos frutos: alongados e cônicos.
Tamanho dos frutos (compr. x larg.): 1,5-3,5 x 0,3-0,5 cm.
Coloração dos frutos: verde (imaturos) e vermelho (maduros)
Pungência: picante médio a alto. Aroma: baixo.
Características especiais: Paredes muito finas.
Existe a malaguetinha com tamanho mais reduzido.
Uso: condimento no preparo de peixes, acarajés e carnes; molhos de pimentas e conservas.

PIMENTA DE CHEIRO

Pimenta de Cheiro Nome científico: Capsicum chinense.
Grau de Ardência: 45.000
Formato dos Frutos: Grande variabilidade.
Tamanho dos frutos: (compr. x larg.): 1,5-1 x 1-3 cm.
Coloração dos frutos: amarela leitosa, amarela forte, alaranjada, salmão e vermelha até preta (maduros).
Pungência: Picante baixo a picante alta. SHU = 15.000 a 30.000
Aroma: Forte e característico
Uso: Condimento para saladas, arroz e preparo de peixes.

PIMENTA CUMARI

Pimenta CumariNome científico: Capsicum baccatum, var. baccatum e var. praetermissum
Grau de Ardência: 220.000
Cor: Verde (imaturo), vermelha e alaranjada (madura)
Tamanho: 0,4 a 1,3 x 0,3 a 0,7 cm
Formato: Arredondado a ovalado, com ápice arredondado
Pungência: Picante alto. SHU= 15.000 a 30.000
Aroma: Baixo
Usos:Conservas
Outros Nomes: Passarinho, cumari-miúda, comari e pimentinha

PIMENTA BODE

Pimenta BodeNome científico: Capsicum chinense
Grau de Ardência: 105.000
Cor: amarela ou vermelha
Tamanho: 1,0 X 1,0 cm
Formato: Arredondado ou achatado
Pungência: Picante médio a alto. SHU= 15.000 a 30.000
Aroma: Forte
Usos: Temperos para carne, arroz, feijão, pamonha salgada e biscoitos de polvilho. Os frutos maduros
são usados em conservas e molhos.

PIMENTA MURUPI

Pimenta MurupiNome científico: Capsicum chinense
Cor: Verde (imaturo), amarela pálida, amarela viva ou vermelha (maduro)
Tamanho: 3,5 a 6,0 X 1,0 cm
Formato: Alongado
Pungência: Picante média a alta. SHU = 15.000 a 30.000
Aroma: Forte e característico
Usos: Condimentos, molhos misturado ao caldo do tucupi e conservas com vinagre, óleo ou soro de leite

PIMENTA JALAPEÑO

Pimenta JalapeñoNome científico: Capsicum annuum var. annuum
Grau de Ardência: 35.000
Cor: Verde clara ou escura (imaturo), vermelha (maduro)
Tamanho: 5,0 a 8,0 X 2,5 a 3,0 cm
Formato: Cônico, triangular
Pungência: Picante médio. SHU= 2.500 a 5.000
Aroma: Alto
Características especiais: Paredes grossas e estrias
Usos: Consumo fresco, molhos líquidos, conservas em vinagre ou azeite e desidratados condimentos)

PIMENTA DEDO-DE-MOÇA

Pimenta Dedo de Moça Nome científico: Capsicum baccatum var. pendulum
Outros nomes: Chifre-de-veado, pimenta vermelha e calabresa
Cor: Vermelha (maduro)
Tamanho: 7,0 a 7,5 X 1,0 a 1,5
Formato: Alongado
Pungência: Picante baixo. SHU = 500 a 2.500
Aroma: Baixo
Usos: Molhos líquidos, conservas e calabresa (desidratado na forma de flocos com sementes)

PIMENTA CUMARI-DO-PARÁ

Pimenta Cumari-do-ParáNome científico: Capsicum chinense.
Grau de Ardência: 220.000.
Formato dos frutos: Triangular
Tamanho dos frutos: 3,0 x 1,0 cm.
Coloração dos frutos: Amarelo.
Pungência: Picante alto.
Aroma: Médio.
Uso: Principalmente em conservas.

Fonte: www.agrosolpimentas.com.br


Pimentas - Tipos I

Pimenta Americana ou Doce

Apresenta frutos alongados de cor verde intenso e brilhante.
É uma pimenta de baixo aroma e pungência doce, utilizada no preparo de vários pratos da comida brasileira, muitas vezes substituindo o pimentão.

Pimenta Branca

A pimenta branca é a pimenta do reino madura e seca que é descascada.
Bem menos picante do que a pimenta preta é encontrada em pó ou em sementes.
É utilizada em maioneses, peixes, molhos brancos, sopas claras e no tempero de saladas.

Pimenta Cambuci ou Chapéu-de-Frade

Apresenta frutos verdes (imaturos) e vermelhos (maduros) na forma de campânula ou sino.
De pungência doce e aroma baixo é utilizada em saladas e cozidos.

Pimenta Chili

Proveniente do México, é uma pimenta extremamente picante, utilizada no preparo de pratos mexicanos e italianos.
Ideal para sopas, cremes, molhos cremosos e de tomate, frutos do mar, carnes, aves, vegetais e coquetéis

Pimenta Dedo-de-Moça

Apresenta frutos alongados de coloração verde (imaturo) e vermelho (maduro), pugência picante baixo e aroma baixo.
Mais suave que a malagueta e ligeiramente mais picante que a jalapeno, é uma pimenta saborosa que pode ser encontrada líquida, fresca, em conserva ou desidratada na forma de flocos com sementes, recebendo no nome de pimenta calabresa.
É muito utilizada em molhos e uma grande variedade de pratos.

Pimenta Habanero

Originária do Caribe e da Costa Norte do México, foi a primeira pimenta a ser cultivada pelos Maias.
É utilizada fresca, seca ou em molhos.
Tem um sabor muito forte que persiste na boca. As suas cores variam entre amarelo, laranja e vermelho.


Pimenta Malagueta

Apresenta variedades com pugência de médio a alto e baixo aroma e frutos alongados verde (imaturos) e vermelho (maduros).
É muito utilizada em molhos de pimentas, conservas, como condimento no preparo de peixes, carnes, em feijoadas e no acarajé.

Pimenta-da-Jamaica

Semente aromática, nativa das Américas e do Oriente que se encontra em pó ou grãos. É pouco picante e ligeiramente adocicada.
De coloração marrom, possui sabor e perfume que evocam a noz-moscada, o cravo e a canela.
É utilizada em conservas de legumes, carnes de caça, frutos do mar, alguns patês, doces, tortas e pudins

Pimenta-do-Reino

A pimenta do reino é uma das especiarias mais antigas e mais utilizadas no mundo.
Pequena e de formato arredondado, tem um sabor forte e levemente picante.
Originária das florestas equatoriais da Ásia, principalmente Índia, apresenta coloração verde (imaturas) e vermelha (maduras).
Seca ou conservada em salmoura, mantém a cor original dependendo do seu estágio de amadurecimento.
Quando fervidas e depois secas, tornam-se negras e por isso são também conhecidas como pimenta preta.

Pimenta-do-Reino Verde

É a pimenta do reino colhida em seu estagio inicial de desenvolvimento, quando ainda está verde. E utilizada em pratos como o steak de filé mignon com poivre vert (pimenta verde em francês).

Tabasco

Originária do Chile, é encontrada também na Louisiana, onde existe uma grande companhia de pimentas que leva seu nome e a tornou famosa. É uma pimenta saborosa e bastante picante.


Pimentas - Tipos II

Pimenta Calabresa

A pimenta calabresa não é uma espécie de pimenta, é apenas uma pimenta desidratada que se comercializa na forma de flocos com sementes ou em pó.
No Brasil utiliza-se a pimenta dedo-de-moça. Na Europa, principalmente Itália, a pimenta Pepperoncini.
Deve ser utilizada com moderação pois o processo de secagem acentua bastante o sabor e a pungência das pimentas. Utiliza-se na preparação de molhos picantes, lingiça, lombo, carnes e peixes.

Pimenta Rosa

A pimenta rosa não é uma pimenta, é o bago seco da araroeira, uma espécie pioneira e nativa do Brasil, parente do caju, da manga e do cajá mirim. O que lhe confere esse nome são seus pequenos frutos que durante a maturação apresentam coloração brilhante e lustrosa, que vai do rosa claro até o vermelho escarlate, semelhante a uma pequena pimenta.
Dependendo da região onde se desenvolve é conhecida como aroeira, aroeira-vermelha, aroeira-pimenteira, pimenta do Brasil, aroeirinha, pimenta brasileira, entre outros nomes.
No exterior foi introduzida na cozinha européia, pelo seu sabor suave, adocicado e levemente apimentado, com o nome de poivre rose.

Pimenta Síria

A pimenta síria é uma mistura de pimenta-da-jamaica, pimenta-do-reino, canela, cravo da índia e noz-moscada, muito utilizada no preparo de pratos árabes.


Pimenta-de-Caiena

Originária da Guiana Francesa é uma mistura de pimentas vermelhas como a malageta, dedo-de-moça entre outras. Encontrada em pó na coloração vermelha, tem sabor forte e pungente.
É bastante utilizada nas cozinhas mexicana e tailandesa para temperar molhos, peixes e aves.

Fonte: batuquenacozinha.oi.com.br

Geléia de pimenta-cumari e melão

Ingredientes:

1 quilo de polpa de melão tipo pele de sapo
5 colheres (sopa) de pimenta-cumari fresca
5 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 xícara (chá) de açúcar

Modo de preparo

Depois de bater todos os ingredientes no liquidificador, coloque-os numa panela, leve ao fogo e cozinhe por 35 minutos ou até encorpar, mexendo de vez em quando. A geléia deve ser guardada na geladeira, em vidro previamente esterilizado. Ideal para carne assada.

Molho de pimenta-caiena para legumes cozidos



Ingredientes:

1/2 maço médio de agrião
1/2 xícara (chá) de iogurte natural
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 colher (chá) de pimenta-caiena em pó
1 colher (chá) de sal

Modo de preparo

Ponha no liquidificador as folhas e os talos mais macios do agrião e os demais ingredientes. Bata até ficar cremoso. Junte o agrião com o iogurte, o azeite de oliva a pimenta e o sal. Bata novamente

Molho de pimenta-malagueta para salada

Ingredientes:

2 tomates médios sem casca e sem sementes
2 pimentas-malagueta
1 cebola média
6 ramos de salsa
2 colheres (sopa) de suco de limão
2 colheres (sopa) de vinagre
Sal a gosto

Modo de preparo

Bata tudo no liquidificador até obter um molho homogêneo.


As pimentas e os pimentões pertencem à família Solanaceae e ao gênero Capsicum. É cultivada principalmente nos estados de MG, BA e GO. Consumidas no Brasil, principalmente na forma de conserva de fruto inteiro em vinagre ou azeite.

A pungência ou picância das pimentas deve-se a presença da capsaicina. A substância química que dá à pimenta o seu caráter ardido é exatamente esta que possui as propriedades benéficas à saúde. A capsaicina têm propriedades medicinais comprovadas, atua como cicatrizante de feridas, antioxidante, dissolução de coágulos sanguíneos previne a arteriosclerose, controla o colesterol, evita

hemorragias, aumenta a resistência física. Além disso, influencia a liberação de endorfinas, causando uma sensação de bem-estar muito agradável, na elevação do humor.

CLIMA E SOLO
É cultivada em regiões de clima tropical com precipitação pluviométrica variável de 600 a 1.200 mm e uma temperatura média de em torno de 25ºC. Temperaturas inferiores a 15ºC prejudica o desenvolvimento vegetativo da planta. O solo mais recomendado é o que apresenta textura leve com pH entre 5,5 a 6,0 com boa drenagem.

VARIEDADES
As variedades de pimenta mais cultivadas no Brasil são:

a) pimenta malagueta - fruto de 2cm de comprimento e em média 0,5 cm de largura e coloração vermelha forte.

b) pimenta comari - fruto esférico e vermelho-escuro

c) pimenta de cheiro - fruto esférico e cor amarela

d) pimenta chifre de veado - cor vermelha ou amarela e frutos com 5 a 7 cm de comprimento e 1,5 de largura e apresentam curvas na extremidade.

PLANTIO
Nas regiões mais frias, o plantio deve ser feito de agosto a outubro e nas regiões mais quentes em qualquer época do ano. As sementes 2 ou 3 g por metro quadrado vão primeiro para sementeiras, distribuídas em sulcos distanciados 10 cm. Um grama contém 300 sementes. Para o plantio de 1 ha é preciso cerca de 300g de sementes. A germinação ocorrerá de 15 a 20 dias após o plantio e as mudinhas devem ser mudadas

quando apresentarem de 4 a 6 folhas.As mudas devem ser transplantadas para o campo, canteiro ou vaso, com 15-20 cm de altura, cerca de 50-60 dias após a semeadura.

ADUBAÇÃO E CALAGEM
Fazer a correção da acidez do solo e adubação com base na análise química do solo. O solo deve ter boa drenagem e pH entre 5,5 a 6,8. Aplicar calcário para elevar a saturação de bases a 80%. Em situações onde é muito difícil fazer a análise química do solo, existem algumas aproximações que auxiliam o produtor quanto às quantidades e tipos de adubos a serem utilizados.

Recomenda-se o uso de 1 a 2 kg de esterco de curral curtido, 200 g de superfosfato simples e 20 g de cloreto de potássio por metro linear. A adubação com micronutrientes é importante, recomenda-se 2 kg/ha de B, 2 kg/ha de Zn e 10 kg/ha de S.

Até a fase de florescimento, as adubações de cobertura são feitas com em intervalos de 30-45 dias até o final do ciclo. Normalmente utilizam-se 30 kg/ha de N e 30 kg/ha de K2O.

TRATOS CULTURAIS
Manter a área livre de plantas daninhas por meio de capinas. As hastes lenhosas da maioria das variedades de pimenta dispensam o uso de tutor. Fazer a adubação de manutenção, utilizando 20 g de sulfato de amônio em cobertura com cerca de 30 dias após o plantio.

PRAGAS E DOENÇAS
Os insetos e ácaros estão associados com o cultivo desde a sementeira até a colheita dos frutos. A maioria das espécies não causa dano econômico e algumas são consideradas benéficas, podendo ser predadores de outros insetos. A forma mais eficiente e econômica de prevenir os danos causados por

pragas e doenças é através do monitoramento da cultura Portanto é prudente consultar um técnico com experiência e conhecimento na área de controle de pragas e doenças.

COLHEITA E RENDIMENTO
A colheita é feita manualmente, de 100 a 120 dias após o plantio. O rendimento médio por ha varia de cultivar para outra. A malagueta produz 10 t/ha. A colheita no primeiro ano sempre é maior, muitos plantadores preferem renovar anualmente as suas culturas.

COMPOSIÇÃO
O valor nutricional da pimenta é relativamente alto, por constituir boas fontes de vitaminas, principalmente C e, em tipos ingeridos secos, vitamina A. Apresenta ainda cálcio, ferro, caroteno, tiamina, niacina, riboflavina e fibras

COMERCIALIZAÇÃO
O mercado para a industrialização da pimenta consiste, basicamente, na secagem, na conserva do fruto inteiro e na produção de molho. No processo de conserva do fruto inteiro, a pimenta é acondicionada em embalagens de vidro em solução com álcool, cachaça, vinagre, óleo de cozinha ou azeite. A variedade deve apresentar frutos com boa aparência, uniformidade no tamanho e na forma, polpa firme e boa conservação. Geralmente se comercializa em caixas de 12 kg. As pimentas menores são embaladas em garrafas, em conserva com vinagre, sal e óleos comestíveis. É muito comum a comercialização em feiras livres ou indústrias de conservas.

Fonte: www.ceplac.gov.br

Partes usadas da Pimenta.




Seus frutos secos com casca (pimenta negra) ou sem ela (pimenta branca)

Família

Piperáceae

Características

Trepadeira originária da India e sudeste asiático, cujos frutos são bagas vermelhas.

Dicas de Cultivo

A pimenteira-do-reino necessita do solo profundo, com mais de 120 cm sem qualquer impedimento. Solos com profundidade inferior a 75 cm são considerados inadequados para a cultura. Adapta-se e desenvolve-se em diversos tipos de solos.

Outros Nomes

Pimenta-preta, pimenta-da-india, motanga, malago. Port.: pimenta, pimenta-comum, pimenta-negra, pimenta-branca, pimenta-da-india, pimenta-canarim, pimenta-redonda; Esp.: pimentero, pimienta [blanca de la india], pimienta negra [de la india],; Fr.: poivrier; Ing.: peper [common], white pepper.

Princípio ativo

Alcalóides e resinas dentre outros.

Propriedades

Carminativa, tônico estomacal, febrífuga, parasiticida, afrodisíaca de efeitos leves.

Indicações

É indicada para aumentar a produção de sucos digestivos, é também indicada para a redução de gases. Como condimento, é um afrodisíaco leve.

Toxicologia

Ingerida em abundância produz irritação das mucosas digestivas e urinárias, bem como aumento da pressão arterial. É contra-indicada aos que sofrem de gastrite, úlceras, pancreatite, hemorróidas e hipertensão.

Fonte: www.cantoverde.org

O que são as pimentas?

Ervas, especiarias, vegetais, condimentos, decoração? É tudo isso. Depois do sal, é o condimento mais utilizado no mundo e encontrado em quase todos os lugares atualmente.
As pimentas são originárias das Américas e foi no tempo do Descobrimento que elas foram introduzidas no resto do mundo: Europa, Ásia e África. Os espanhóis e portugueses foram os primeiros, fora os nativos, que mantiveram contato com esta planta e daí em diante levaram para todos os lugares, adquirindo características e nomes próprios em cada um deles, fazendo parte de cada cultura. Os índios das Américas já utilizavam as pimentas de forma contínua em sua alimentação, os europeus iniciaram sua domesticação.
Os pontos "quentes" no mundo das comidas picantes são: México, Guatemala, a maior parte do Caribe e África, parte da América do Sul, Índia, Indonésia, Malásia, Coréia, Tailândia, sudoeste da China, os Balcãs e América do Norte. A culinária é uma das mais características e menos complicadas expressões da cultura de um povo. Os nativos destas regiões quentes eram acostumados a comer comidas condimentadas e a nova planta foi logo bem vinda.

Pimentas

As pimentas pertencem ao gênero Capsicum, da mesma família da batata, tabaco, petúnia entre outras. Ao longo dos anos as plantas foram sendo domesticadas e sua cor, sabor tamanho e forma foram se modificando pela seleção humana. Sua ardência, única no reino vegetal, resulta da presença de um grupo de alcalóides específicos. Existem mais de vinte e cinco espécies conhecidas. A maneira mais correta de identificação são pelas flores e não pelo fruto
Seu nome varia muito em cada lugar onde é cultivada e a mesma planta pode receber vários nomes. Uma mesma planta pode sofrer alterações de acordo com o local, ensolação, temperatura e umidade em que é plantada.
O termo "Chile" é um pouco confuso; pimenta (Brasil), chile, chilli, Aji, páprica e Capsicum são alguns dos termos usados para designar as pimentas, plantas do gênero Capsicum. A palavra Capsicum vem do grego "kapto" que significa " morder " (uma referência à sua ardência ou calor). Para confundir ainda mais o assunto, a pimenta pode ser chamada de doce ou quente.
Do dialeto Nahuatl do idioma Asteca, surgiu o nome Chiltepin. Este era o nome dado a uma das variedades conhecidas de pimentas mais antigas. Acredita-se que o nome é uma união das palavras chile e tecpintl e sua combinação traduz-se: "Chile Pulga" que é atribuída ao gosto picante da pimenta chile. Através dos tempos o nome foi sofrendo alterações do nome original: chile + tecpintl para chiltecping, para chiltepin, para chilepiquin. Os últimos dois nomes são razoavelmente conhecidos. O nome botânico moderno usado pelos taxonomistas para esta variedade é Capsicum annuum var. aviculare.
Hoje em dia, a versão "chili" identifica um tipo de prato, que é uma combinação de carne e pimentas ardentes. Em algumas receitas, serão somados também feijões.
Pimenta de "sino" (Bell) ou pimenta doce, geralmente refere-se às pimentas não picantes ou pouco picantes, de aspecto maciço (pimentão), enquanto a pimenta chile significa as variedades de pimentas ardentes ou quentes, que nós adoradores de pimentas tanto apreciamos.

As pimentas parecem ter surgido a 7.000 anos AC na região do México Central. O primeiro europeu a descobrir foi Cristóvão Colombo em uma das suas viagens históricas para a América em 1493. Ele estava procurando uma fonte alternativa de pimenta preta, que na ocasião era o condimento favorito na Europa. O que ele "descobriu" era um fruto vermelho pequeno, muito usado pelos nativos americanos à séculos - a pimenta vermelha. Colombo os chamou "pimiento", palavra espanhola para pimenta preta. Capsicum não está relacionado ao gênero Piper, que contém Piper nigrum L., a fonte de pimenta preta e pimenta branca. Após um século, as pimentas vermelhas tinham se espalhado por todos os continentes.

A pimenta vermelha é nativa do Hemisfério Ocidental e provavelmente evoluiu de uma forma ancestral na região da Bolívia e Peru. As primeiras pimentas consumidas foram coletadas provavelmente de plantas selvagens. Aparentemente os índios já cultivavam pimentas entre 5200 e 3400 A.C., o qual coloca as pimentas entre as plantas cultivadas mais antigas das Américas. Os americanos pré-históricos pegaram a pimenta selvagem Piquin e a selecionaram nos vários tipos hoje conhecidos.
Não é exatamente conhecido quando foram introduzidas as pimentas no Novo México. Elas podem ter sido usadas pelo nativos indígenas como um medicamento, uma prática comum entre o Maias. Até que o espanhol chegasse no México, os fazendeiros Astecas já tinham desenvolvido dúzias de variedades. Indubitavelmente, estas pimentas foram as precursoras do grande número de variedades achadas hoje no México. Se foram comercializadas pimentas nos pueblos de Novo México ainda não está claro. Porém, as pimentas são cultivadas Novo México durante pelo menos quatro séculos.

Aspectos Nutricionais

Pimentas não são apenas boas mas também nutritivas. Elas contém mais vitamina A que qualquer outra planta e são excelente fonte de vitamina C e B. Elas possuem também quantidade significante de magnésio, ferro e aminoácidos. As pimentas aumentam a taxa metabólica do organismo e este efeito térmico faz com que aproximadamente 6 gramas de pimenta queimem cerca de 45 calorias. Mas as pessoas não comem pimenta pelas vitaminas ou minerais mas pela sua ardência e todas, inclusive as ornamentais, são comestíveis.

Aroma, Cor e Sabor

O componente do sabor é encontrado na parte mais externa da planta, muito pouco internamente e nada nas sementes. Cor e sabor caminham lado a lado e o "condimento" parece estar associado com o pigmento carotenóide. Cores e sabores fortes estão intimamente ligados. Pimentas vermelho vivo são superiores em sabor que as verdes. A variedade Habanero é uma das mais aromáticas e seu sabor inigualável. É considerada a mais forte que existe. Sabor e cheiro são percepções distintas que adicionam agradável sensação quando comemos.
A cor é em elemento importante na composição de um prato. Poucas comidas são mais estimulantes que um prato com pimentas vermelha, amarela, verde, marrom, laranja e púrpura. Toda pimenta muda de cor de acordo com sua maturação, indo do verde para outra matiz, principalmente o vermelho.
Fonte: www.geocities.com

História da Pimenta

O cultivo de pimentas era uma característica de tribos indígenas brasileiras na época do descobrimento do Brasil.
Após esse período, as sementes e frutos de pimentas passaram a ser consumidas por povos de todas as origens, em quatidades crescentes e para os mais diversos usos.
A pimenta no município de Turuçu, conhecido como "Capital Nacional da Pimenta", começou a ser cultivada há mais de um século, visto que produtores com mais de 60 anos afirmam que a exploração comercial na região já era realizada por seus pais.

Propriedades:

A pimenta, condimento de sabor picante, traz consigo alguns mitos, de uqe provoca pressõa alta, gastrite, úlceras e hemorróidas. Estudos realizados comprovam que a pimenta traz muitos benefícios à saúde. A capsaicima que dá o ardido da pimenta é que possue propriedades benéficas à saúde:
Rica em vitamina A, B1, B2, C, E e niacina
Tem propriedades analgésicas e energéticas
Reduz a formação de coágulos no sangue e é vasodilatadora
Atua no cérebro estimulando a produção de endorfina, hormonio que produz a sensação de bem estar
A capsaicina tem ação antioxidante, antiinflamatório e anti-câncer
A capsaicina adicionada à dieta pode reduzir o desejo de comer, sendo benéfico ao tratamento da obesidade
Fonte: www.cpact.embrapa.br




DEUS, PAI AMOROSO, OBRIGADA POR ESTAR AQUI MAIS UM DIA. OBRIGADA POR ESSA VIDA QUE NASCE E RENASCE A CADA MANHÃ, CHEIA DE ESPERANÇAS PARA TODOS NÓS; OBRIGADA PELAS NOVAS OPORTUNIDADES DE CADA DIA; OBRIGADA PELOS AMIGOS, PELA FAMÍLIA, PELOS QUE ESTÃO CHEGANDO E PELOS QUE JÁ FORAM. OBRIGADA, MEU QUERIDO PAI, PELA NATUREZA, É O TETO MAIS LINDO; OBRIGADA PELO TEU AMOR, QUE ENVOLVE A TUDO E A TODOS EM TODO O UNIVERSO. BOM DIA, MEUS AMIGOS QUERIDOS.

Amiga do Facebook:(Kátia Simone Martins Bandeira)

terça-feira, 27 de setembro de 2011

INOCÊNCIA




Um belo dia de sol, Sr. Mário, um velho caminhoneiro
chega em casa todo orgulhoso e chama a sua esposa
para ver o lindo caminhão que comprara
depois de longos e árduos 20 anos de trabalho.
Era o primeiro que conseguia comprar
depois de tantos anos de sufoco e estrada.
A partir daquele dia, finalmente seria seu próprio patrão.
Ao chegar à porta de casa,
encontra seu filhinho de seis anos,
martelando alegremente a lataria do reluzente caminhão.
Irado e aos berros pergunta o que o filho estava fazendo e,
sem hesitar, completamente fora de si,
martela impiedosamente as mãos do garoto,
que se põe a chorar desesperadamente sem entender o que estava acontecendo.
A mulher do caminhoneiro corre em socorro do filho,
mas pouco pôde fazer.
Chorando junto ao filho,
consegue trazer o marido à realidade,
e juntos levam o garoto ao hospital para cuidar dos ferimentos provocados.
Passadas várias horas de cirurgia,
o médico desconsolado e bastante abatido,
chama os pais e informa que as dilacerações foram de tão grande extensão,
que todos os dedos da criança tiveram que ser amputados.
Porém, o menino era forte e resistia bem ao ato cirúrgico,
devendo os pais aguardá-lo no quarto.
Ao acordar, o menino ainda sonolento
esboçou um sorriso e disse ao pai:
-Papai, me desculpe. Eu só queria consertar seu caminhão, como você me ensinou
outro dia. Não fique bravo comigo.
O pai, enternecido e profundamente arrependido,
deu um forte abraço no filho e disse que aquilo não tinha mais importância.
Não estava bravo e sim arrependido de ter sido tão duro com ele
e que a lataria do caminhão não tinha estragado.
Então o garoto com os olhos radiantes perguntou:
- Quer dizer que não está mais bravo comigo?
- É claro que não! – respondeu o pai.
Ao que o menino pergunta:
- Se estou perdoado papai, quando meus dedinhos vão nascer de novo?
Nos momentos de raiva cega, machucamos as pessoas que mais amamos,
e muitas vezes não podemos “sarar” a ferida que deixamos.
Nos momentos de raiva, tente parar e pensar em suas atitudes,
a fim de evitar que os danos seja irreversíveis.
Não há nada pior que o arrependimento e a culpa.
Pense nisto!

Dia Mundial do Turismo


Publicação relembra a pré-história do turismo

"Travel Weekly" comemora os 40 anos da era do jato com uma divertida retrospectiva HARRY SHATTUCK Houston Chronicle HOUSTON - A estréia da revista Travel Weekly, que sai às segundas e quintas-feiras, coincidiu com o primeiro vôo transatlântico comercial a bordo de um Boeing 706. Recentemente, a publicação dedicou um número inteiro aos 40 anos da era do jato. Suas cem páginas trouxeram uma fascinante compilação de fatos e curiosidades, que você verá a seguir.
http://www.estado.estadao.com.br/jornal/suplem/viag/98/09/08/viag046.html


Veja o que mais se comemora hoje:

Dia da Caridade
Claro que não há dia para isso, mas é bom lembrá-la ao menos em um...


Dia da Música Popular Brasileira
Essa homenagem é dirigida a uma infinidade de talentosos artistas e músicos, espalhados pelo Brasil afora. MPB é tudo o que de mais autêntico existir em nossa música. Para identificarmos os traços de nossa identidade, devemos procurar nossas diferenças, aquilo que é peculiar aos olhos estrangeiros. Mas é principalmente a mistura de diversas influências que tornam a música popular brasileira tão respeitada e única.


Dia de Santo Adolfo
Santos Cosme e Damião, Mártires, irmãos; Santos Adolfo, Terêncio e Florentino.


Dia do Cantor
Todos nós brasileiros sentimo-nos talentosos o bastante quanto futebol, política, churrasco... e cantorias, nem que seja no chuveiro.


Dia do Encanador
Esse importantíssimo profissional para nosso bem-estar dentro de casa também é homenageado, hoje.


Dia do Instalador Hidráulico
Tal qual os encanadores, essa classe de trabalhadores é de suma importância para todos os lares do país.


Dia do Profissional de Educação Física
Nosso professor de educação Física é o menos lembrado dentre outros professores, mas é a aula que mais fazemos questão de participar!!

Berinjela em rodelas com pasta de pimentão

Ingredientes:

1 berinjela cortada em rodelas 1 pimentão vermelho sem pele e sem sementes picado 1 xícara (chá) de hortelã picada
1/2 cebola picada 1 dente de alho picado
4 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 colher (sopa) de óleo de canola
sal e pimenta-do-reino a gosto


Modo de Preparo:

Separe todos os ingredientes pedidos na receita. Preaqueça o forno a 180°C (temperatura média). Pincele o pimentão com óleo, coloque numa assadeira e leve ao forno por 20 minutos. Retire do forno e transfira-o para dentro de um saco plástico. Quando o pimentão ficar morno, retire-o do saco plástico e remova a pele, que sairá facilmente.
Em seguida, apóie o pimentão numa tábua, corte-o ao meio e retire as sementes e o miolo. Corte cada metade do pimentão em tirinhas e, depois, em cubos pequenos.
Coloque 2 colheres (sopa) de azeite numa panela e leve ao fogo médio para aquecer. Em seguida, junte a cebola, o alho e refogue por 3 minutos, mexendo sempre. Acrescente o pimentão e refogue por mais 3 minutos, sem parar de mexer. Tempere com sal e pimenta-do-reino. Retire do fogo e reserve.
Descarte as pontas da berinjela e corte-a em quatro rodelas. Coloque o restante do azeite numa frigideira antiaderente e leve ao fogo para aquecer. Quando estiver bem quente, doure as rodelas de berinjela por 3 minutos de cada lado. Tempere com sal e pimenta-do-reino. Retire do fogo e transfira as rodelas para um prato.
Aqueça bem a pasta de pimentão. Em seguida, coloque 1 colher (sopa) bem cheia da pasta sobre cada rodela de berinjela grelhada.
Polvilhe com a hortelã picada e sirva imediatamente.

Escalopinho de Frango com Pimenta Rosa

Ingredientes:

500 g de peito de frango em fatias pimenta-do-reino a gosto
sal a gosto
manjerona
conhaque
1 colher (sopa) de pimenta rosa
2 colheres (sopa) de manteiga
1 talo de salsão
1 cenoura 2 cebolas pequenas farinha de trigo


Modo de Preparo:

Com um batedor de carne, bata as fatias de frango, protegendo-as com 2 folhas de papel-manteiga para não se romperem.
A seguir, passe-as na farinha de trigo.
Reserve.
Descasque as cebolas, raspe a cenoura e pique-as bem, juntamente com o salsão. Em seguida, refogue-os em uma panela com a manteiga.
Junte o frango e doure dos dois lados.
Regue com o conhaque, sal e pimenta-do-reino e cozinhe por 8-10 minutos.
No final, adicione as folhas de manjerona picadas com as mãos.
Sirva com arroz branco e batatas cozidas.

Gelado Cremoso de Chocolate com Pimenta

Ingredientes:

500 ml de creme de leite fresco 3 colheres (sopa) de açúcar
400 g de chocolate ao leite picado
1 lata de creme de leite 1 pote de geleia de pimenta (260 g)


Modo de Preparo:

Na batedeira, bata o creme de leite com o açúcar, até dar ponto de chantili. Reserve. Derreta o chocolate em banho-maria ou no microondas, misture muito bem o creme de leite, junte 2 xícaras do chantili e 4 colheres (sopa) de geleia de pimenta. Distribua o creme em um refratário ou em taças individuais, deixando espaço para completar com a geleia. Leve à geladeira até firmar. Na hora de servir, complete a taça ou o refratário com o restante da geleia de pimenta e cubra com uma camada de chantili.
Sirva em seguida.



Faça como os passarinhos: comece o dia cantando.
A música é alimento para o espírito.
Cante qualquer coisa, cante desafinado, mas cante!
Cantar dilata os pulmões
e abre a alma para tudo de bom que a vida tem a oferecer.
Se insistir em não cantar,
ao menos ouça muita música e deixe-se absorver por ela.
Ria da vida, ria dos problemas, ria de você mesmo.
A gente começa a ser feliz quando é capaz de rir da gente mesmo.
Ria das coisas boas que lhe acontecem,
ria das besteiras que você já fez.
Ria abertamente para que todos
possam se contagiar com a sua alegria.
Não se deixe abater pelos problemas.
Se você procurar se convencer de que está bem,
vai acabar acreditando que realmente está
e quando menos perceber vai se sentir realmente bem.
O bom humor, assim como o mau humor, é contagiante.
Qual deles você escolhe?
Se você estiver bem-humorado,
as pessoas ao seu redor também ficarão
e isso lhe dará mais força.
Leia coisas positivas.
Leia bons livros, leia poesia,
porque a poesia é a arte de aceitar a alma.
Leia romances, leia a Bíblia, estórias de amor,
ou qualquer coisa que faça reavivar
seus sentimentos mais íntimos, mais puros.
Pratique algum esporte.
O peso da cabeça é muito grande
e tem de ser contrabalançado com alguma coisa!
Você certamente vai se sentir bem disposto,
mais animado, mais jovem.
Encare suas obrigações com satisfação.
É maravilhoso quando se gosta do que faz,
ponha amor em tudo que está ao seu alcance.
Desde que você se proponha a fazer alguma coisa,
mergulhe de cabeça!
Não viva emoções mornas, próprias de pessoas mornas.
Você pode até sair arranhado,
mas verá que valeu muito mais a pena.
Não deixe escapar as oportunidades
que a vida lhe oferece, elas não voltam!
Não é você quem está passando,
são as oportunidades que você deixar de usufruir.
Nenhuma barreira é intransponível
se você estiver disposto a lutar contra ela;
se seus propósitos forem positivos, nada poderá detê-los.
Não deixe que seus problemas se acumulem, resolva-os logo.
Fale, converse, explique, discuta, brigue:
o que mata é o silêncio, o rancor.
Exteriorize tudo, deixe que as pessoas saibam que você as estima,
as ama, precisa delas, principalmente em família.
AMAR NÃO É VERGONHA, pelo contrário, É LINDO!
Volte-se para as coisas puras, dedique-se à natureza.
Cultive o seu interior
e ele extravasará beleza por todos os poros.

Não tente, faça. Você pode! Todos Podemos.
Então... Vamos Lá!!

Amados tenham um Lindo Dia!!!
Bjos Lela

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Geléia de Pimenta

Ingredientes:

Um litro de suco de maçã cozida
Meio quilo de açúcar
Duas pimentas.
Acompanhe as novas receitas no Twitter
Conheça a nossa página no Facebook

Modo de preparo:

O suco:
Pique as maçãs
Deixe as sementes e o cabo
Coloque a mesma proporção de água: para um quilo de maçã, coloque um litro de água
Deixe cozinhar por mais de hora até o ponto em que daria para se fazer um purê.
Faça um teste para se certificar do ponto: pegue uma colher do fervido, espere esfriar e ponha em cima uma colher de álcool 92%
Se virar gelatina, está no ponto e o cozido de maçã já pode coado, em coador de pano mesmo.

A geléia:
Separe um copo do litro de suco e ponha no liquidificador para bater as pimentas
A pimenta batida, mais o suco e o açúcar vão ao fogo por cerca de 40 minutos
Sempre mexendo a mistura
A temperatura certa fica entre 100 ºC e 101ºC
Atenção para o toque final: a geléia requer ainda uma substância ácida, que pode ser vinagre ou limão (80ml)
Mexa uma última vez.
Quando levantar fervura de novo, é preciso checar o ponto, fazendo o teste do pratinho, que primeiro foi ao freezer
Então, na superfície gelada do prato, derrama-se um pouco da geléia
Coloque um pouco do doce, se ele enrugar está no ponto.
Guarde em frascos esterilizados e com a tampa nova

Molho de Pimenta





Histórico

O molho de pimenta sempre teve importância na culinária nacional e internacional. Países como México e outros da América Central apreciam muito a pimenta in natura e principalmente na forma de molho. No Brasil, esta iguaria também é muito apreciada, principalmente nos estados do nordeste. Na Bahia, por exemplo, o molho de pimenta é acompanhamento indispensável no preparo do acarajé, vatapá, bobó de camarão, muqueca de peixe e etc.

Definição

Segundo a legislação vigente no Brasil, os condimentos ou temperos são produtos constituídos de uma ou diversas substancias sápidas, de origem natural. Podendo ou não possuir sem valor nutritivo e sendo empregado nos alimentos com o fim de modificar ou exaltar ou ainda caraterizar o seu sabor. Por tanto o molho de pimenta, fica adequadamente enquadrado na Resolução - CNNPA nº 12, de 1978 publicada no diário Oficial da União de 24 de julho de 1978.

Atributos de qualidade:

Sabor

Picante, de acidez própria, como esperado pelo consumidor. Esta característica é afetada pelas etapas:de colheita e recepção, de seleção, de maturação, de cozimento e de mistura.

Cor

face="Arial">Vermelho característico, uniforme, característica da pimenta malagueta. Para isso os frutos devem apresentar estado de maturação homogêneo. Esta característica é afetada pelas etapas: colheita e recepção, de seleção, de maturação, de remoção de indesejáveis, de cozimento, de homogeneização e de armazenamento.

Aroma

Próprio do produto, devido ao estado de maturação da pimenta. Esta característica é afetada pelas etapas:colheita e recepção, de seleção, de maturação e de cozimento.

Fluidez

O molho deve possuir fluidez adequada para que possa ser adicionado em pequenas gotas em receitas ou diretamente em lanches ou saladas. O produto deve ser um líquido viscoso, porém sem que atinja as características de uma pasta. Esta característica é afetada pelas etapas: de despolpagem e de homogeneização.

Ausência de sólidos decantados

Ao permanecer exposto à venda, o produto não deve precipitar, pois confereria ao mesmo um aspecto desagradável. Esta característica é afetada pelas etapas: de despolpagem e de homogeneização.

INGREDIENTES:
O tradicional molho de pimenta é feito com vinagre, pimenta e sal e envelhecido em barris carvalho.

O sal para consumo humano, segundo a legislação é cloreto de sódio cristalizado, extraído de fontes naturais, adicionado obrigatoriamente de iodo. No molho de pimenta, o sal é utilizado como conservante natural, uma vez que em concentrações adequadas, diminui a atividade de água dos alimentos, inibindo o crescimento microbiano.

O vinagre, isoladamente, ou vinagre de vinho é o produto obtido da fermentação acética do vinho. Assim como o sal, o vinagre também será utilizado como um conservante (diminuindo o pH do produto), bem como para a obtenção do produto em forma viscosa, uma vez que se utiliza apenas a pimenta, o sal e o vinagre.

COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL
Quantidade por porção
Porção: 1 colher de chá (5ml) % VD
Calorias: 0 0
Gordura total: 0 0
Sal: 30mg 1
Carboidrato: 0g 0
Proteínas: 0g 0
Vitamina A: 0,3mg 4
Valores diários de referência com base em uma dieta de 2.000 calorias.

Ardência da Pimenta

Em 1912 um químico chamado Wilbur Scoville que trabalhava para a companhia farmacêutica Parker Davis desenvolveu um método para medir o nível de "calor" das pimentas. O teste foi chamado depois de, " Scoville Organoleptic Teste ".

No teste original, Wilbur misturou pimentas puras moídas com açúcar e água. Provadores tomavam a solução em concentrações crescentemente diluídas, até que eles alcançaram o ponto que o líquido já não queimava a boca. Um número foi então dado a cada pimenta, baseado em quanto precisou ser diluída até que eles já não pudessem provar (sentir) o calor. É um procedimento de diluição subjetivo, levando em conta o gosto.

A ardência (ou fator de calor) das pimentas é medida em múltiplos de 100 unidades. Da Sweet Bell, zero unidades de Scoville ao poderoso Habanero, 300,000 unidades de Scoville! A substância que faz uma pimenta tão quente é chamada Capsaicina, que fica entre 15,000,000 e 16,000,000 unidades de Scoville!

Variedades para Industrialização:

Malagueta (Capsicum frutescens)
Arbusto medindo de 0,90 a 1,20 m, bem esgalhado e caule tortuoso. Frutos de coloração vermelha, 15 a 35 mm de comprimento e 5mm de diâmetro transversal. Possui cachos com três a cinco frutos voltados para cima. A Malagueta é um cultivar muito popular aqui no Brasil. Essa variedade é muito utilizada na fabricação de molho de pimenta.

Chifre-de-veado
Também conhecida como dedo-de-moça, arbusto com 1 metro de altura e caule tortuoso, frutos de coloração vermelha medindo 75 mm de comprimento e 15 mm de diâmetro transversal, sendo curtos e afilados.

Comum
Arbusto com mais de 1 m de altura, com caule não tortuoso. Os frutos são maiores que a variedade Chifre-de-veado, vermelhos, eretos ou pendentes e ,às vezes com a extremidade curva.

Cumari
Arbusto de menor porte que os anteriores, com 0,70 a 0,80 m de altura e internódios curtos. Os frutos são vermelhos, ovais, arredondados ou periformes, com menos de 1 cm de diâmetro.

Sertãozinho
É uma pimenta doce, são frutos grandes e alongados e vermelhos.

Fonte: www.ufrgs.br

Aspectos Nutricionais



São um alimento extremamente nutritivo. Contém vitamina A, B e C além de quantidade significante de magnésio, ferro e aminoácidos. O Ácido Fólico e o Betacaroteno presentes nas pimentas tem poderes anti-cancerígenos.

As pimentas aumentam a taxa metabólica do organismo e este efeito térmico faz com que aproximadamente 6 gramas de pimenta queimem cerca de 45 calorias.

Cores e sabores fortes estão intimamente ligados. Pimentas vermelho vivo são superiores em sabor que as verdes. Além disso tudo, toda pimenta muda de cor de acordo com sua maturação, indo do verde para outra matiz, principalmente o vermelho.

A Capsaina presente na pimenta protege a mucosa contra os danos causados por álcool, estimula a salivação e limpa os dentes, garantindo gengivas fortes e sadias.

As pimentas realçam o sabor dos alimentos e, dependendo do prato, deve-se diferenciar a variedade para combinar o sabor e o ardume. A ardência da pimenta, única no reino vegetal, resulta da presença de um grupo de alcalóides específicos.

Pimenta de "sino" (bell) ou pimenta doce, geralmente refere-se às pimentas não picantes ou pouco picantes, de aspecto maciço (pimentão), enquanto a pimenta Chile significa as variedades de pimentas ardentes ou quentes.

Depois do sal, é o condimento mais utilizado no mundo e encontrado em quase todos os lugares atualmente.

Dentre suas propriedades terapêuticas podemos destacar ser um antibiótico natural e ter propriedades cicatrizantes.

Fonte: www.vivamexico.com.br

Breve história da Pimenta...




O que são as pimentas?
Ervas, especiarias, vegetais, condimentos, decoração? É tudo isso. Depois do sal, é o condimento mais utilizado no mundo e encontrado em quase todos os lugares atualmente. As pimentas são originárias das Américas e foi no tempo do Descobrimento que elas foram introduzidas no resto do mundo: Europa, Ásia e África. Os espanhóis e portugueses foram os primeiros, fora os nativos, que mantiveram contato com esta planta e daí em diante levaram para todos os lugares, adquirindo características e nomes próprios em cada um deles, fazendo parte de cada cultura. Os índios das Américas já utilizavam as pimentas de forma contínua em sua alimentação, os europeus iniciaram sua domesticação.
As pimentas parecem ter surgido a 7.000 anos AC na região do México Central. O primeiro europeu a descobrir foi Cristóvão Colombo em uma das suas viagens históricas para a América em 1493. Ele estava procurando uma fonte alternativa de pimenta preta, que na ocasião era o condimento favorito na Europa. O que ele "descobriu" era um fruto vermelho pequeno, muito usado pelos nativos americanos à séculos - a pimenta vermelha. Colombo os chamou "pimiento", palavra espanhola para pimenta preta. Capsicum não está relacionado ao gênero Piper, que contém Piper nigrum L., a fonte de pimenta preta e pimenta branca. Após um século, as pimentas vermelhas tinham se espalhado por todos os continentes.
A pimenta vermelha é nativa do Hemisfério Ocidental e provavelmente evoluiu de uma forma ancestral na região da Bolívia e Peru. As primeiras pimentas consumidas foram coletadas provavelmente de plantas selvagens. Aparentemente os índios já cultivavam pimentas entre 5200 e 3400 A.C., o qual coloca as pimentas entre as plantas cultivadas mais antigas das Américas. Os americanos pré-históricos pegaram a pimenta selvagem Piquin e a selecionaram nos vários tipos hoje conhecidos.
Não é exatamente conhecido quando foram introduzidas as pimentas no Novo México. Elas podem ter sido usadas pelo nativos indígenas como um medicamento, uma prática comum entre o Maias. Até que o espanhol chegasse no México, os fazendeiros Astecas já tinham desenvolvido dúzias de variedades. Indubitavelmente, estas pimentas foram as precursoras do grande número de variedades achadas hoje no México. Se foram comercializadas pimentas nos pueblos de Novo México ainda não está claro. Porém, as pimentas são cultivadas no Novo México durante pelo menos quatro séculos.

Pimenta

PIMENTA DA JAMAICA


Pimenta é o nome comum dado a várias plantas, seus frutos e condimentos deles obtidos, de sabor geralmente picante. Porém, este termo tem acepções diferentes nos vários países lusófonos.

No Brasil, o termo refere-se tanto às espécies de Capsicum como às de Piper e Pimenta. Já o termo pimento ou pimentão é utilizado para as variedades doces de Capsicum annum, também designadas como pimentas-doces. As variedades de Piper nigrum são designadas por pimenta-do reino. O termo malagueta ou pimenta-malagueta é usado para variedades de Capsicum frutescens.

Em Portugal, o termo não é geralmente aplicado para as plantas do género Capsicum, para o qual se usam usualmente os termos pimento, malagueta ou piripíri (sendo o primeiro mais usado para as variedades mais doces de Capsicum annuum e os restantes para as variedades picantes, referindo-se o termo piripíri geralmente a Capsicum frutescens), sendo aplicado sobretudo para os géneros Piper e Pimenta e para condimentos obtidos a partir de Capsicum, como a pimenta-de-caiena.

Em Moçambique as variedades de Piper são chamadas pimenta-redonda; piripíri refere-se aos frutos pequenos de Capsicum frutescens e malagueta às variedades de tamanho maior enquanto em Angola o termo preferido é jindungo.

Além das referidas acima, existem várias outras plantas, que não sendo usadas como especiarias, são também denominadas de pimentas.

Piper Pimenta-preta, Piper negrum, também pimenta-redonda ou pimenta-do-reino
Pimenta-de-são-tomé - Piper guineense
Pimenta-longa - Piper longum
Capsicum Capsicum annuum
Capsicum baccatum - variedades: pimenta-dedo-de-moça, pimenta-cumari, chifre-de-veado e cambuci. No Brasil também pimenta-calabresa.
Capsicum frutescens
Capsicum chinense
Capsicum pubescens
Pimenta-de-caiena - geralmente produzia a partir de C. frutescens
Pimenta-malagueta - variedade de C. frutescens, também chamada piripíri, jindungo ou malagueta
Pimenta-murupi - variedade de C. chinense cultivada no Brasil
Jalapeño - variedade de C. annuum
Pimenta-doce - pimentão, pimento, variedade de C. annuum
Savina-vermelha - variedade de C. chinense
Naga Jolokia - provável híbrido de C. chinense e C. frutescens
Pimenta-da-jamaica - Pimenta dioica
Pimenta síria - uma mistura de especiarias
Pimenta-da-áfrica - Xylopia aethiopica
Pimenta-de-macaco - Xylopia aromatica
Aroeira - Schinus molle e Schinus terebinthifolius
Pimenta-de-sichuan - Zanthoxylum piperitum
Pimenta-da-guiné - Aframomum melegueta

Essa semana iremos falar sobre a Pimenta...




Muitos de vocês já terão se questionado acerca do que seria, realmente a verdade. alguns de vocês talvez já tenham meditado sobre esse tema. vivendo como vivemos, em um mundo em permanente conflito, com o egoísmo açulando interesses particulares e acirrando questões, a verdade passa a ser uma interpretação pessoal dos fatos, das coisas, dos entes e das circunstâncias, deixando de ser uma verdade abstrata para ser a verdade de cada um. de certa maneira, algo como a imagem de deus deixar de ser abstrata e passar a ser aquela que as religiões apresentam, cada uma delas alegando que seu deus é que é o único e o verdadeiro, às vezes promovendo guerras e matando, torturando e ferindo física e mentalmente milhares e milhares de pessoas, para a mera imposição dessa idéia.

Desejo uma abençoada segunda-feira à todos amigos e seguidores aqui do blog...
Bjos Lela



Dia Internacional das Relações Públicas


A história das relações públicas e sua importância hoje
Julianna Santos Gomes - Grunase - Grupo Nacional de Serviços (VOX NEWS) – 09/01/2001 Ninguém consegue triunfar se a opinião pública está em seu desfavor. Com a opinião pública a seu lado, ninguém é derrotado. - Abraham Lincoln. A frase é antiga, mas o sentido nunca foi tão atual. Engana-se quem atribui às Relações Públicas aquela imagem de evento, cerimonial, ou à figura do representante de vendas. A atividade já é muito antiga e tem acompanhado reis, imperadores, políticos e grandes empresários sob outras alcunhas: conselheiro, ou como preferir "assessor".
http://www.voxnews.com.br/dados_artigos.asp?CodArt=29

Veja o que mais se comemora hoje:

Dia de São Cipriano e Santa Justina
Comemoramos no dia de hoje o Dia de São Cipriano e Santa Justina, Mártires; Santos Eusébio e Nilo.

Dia do Técnico Agropecuário
Esse é o profissional homenageado do dia, de vital importância para a evolução dos métodos modernos da agricultura no Brasil.


Dia Municipal dos Aposentados e Pensionistas, no Ceará.

sábado, 24 de setembro de 2011

Essa é uma homenagem à turma de cabelos brancos.




Um jovem muito arrogante, que estava assistindo a um jogo de futebol,
tomou para si a responsabilidade de explicar a um senhor já maduro,
próximo dele, porque era impossível a alguém da velha geração entender
esta geração.

"Vocês cresceram em um mundo diferente, um mundo quase primitivo!", o estudante disse alto e claro de modo que todos em volta pudessem ouvi-lo.
"Nós, os jovens de hoje, crescemos com Internet , celular , televisão, aviões a jato, viagens espaciais, homens caminhando na Lua, nossas espaçonaves tendo visitado Marte. Nós temos energia nuclear, carros elétricos e a hidrogênio, computadores com grande capacidade de processamento e ....,"

- fez uma pausa para tomar outro gole de
cerveja.

O senhor se aproveitou do intervalo do gole para interromper a
liturgia do estudante em sua ladainha e disse:

- Você está certo, filho. Nós não tivemos essas coisas quando éramos
jovens porque estávamos ocupados em inventá-las. E você, um bostinha
de merda arrogante dos dias de hoje, o que está fazendo para a
próxima geração?

Foi aplaudido de pé !

ESTA É PRA REPASSAR MESMO!!! RESPEITO É TUDO, DEVEMOS MUITO À ELES... REFLITAM !!!
BJOS E LINDO SÁBADO AMADOS...
LELA

Batida de manga com leite de coco



Ingredientes:

200 ml de suco de manga concentrado
½ lata de leite condensado
½ lata (medida) de leite de coco
½ lata (medida) de vodka
1 lata (medida) de gelo
áçúcar à gosto
pitadas de cardamomo

Modo de preparo:

Coloque todos os ingredientes no liquidificador, menos o cardamomo, por cerca de 3 min, sirva em seguida polvilhado com o cardamomo.

DICA DO CHEF: CASO NÃO TENHA O CARDAMOMO E NÃO QUEIRA FAZER SEM NENHUM ESPECIARIA, FAÇA O GELO COM CHÁ DE ERVA-DOCE FEITO FORTE.
Fica delicioso e aproveite que esta na época desta fruta e encontra por um preço muito bom em feiras livres e mercados.

Bom Apetite.

Tudo o que a batata tem de bom...




Há relatos de que o cultivo da batata tenha sido iniciado pelos povos incas, há cerca de um milênio, na tentativa de encontrar um alimento alternativo para o milho, que não crescia no local.O nome e a divulgação deste alimento na Europa, no entanto, se deu por meio de Francis Drake um navegador que, segundo conta a história, serviu-o em um banquete à rainha Elizabeth I.

No início a batata não foi bem aceita pelos europeus, até ser descoberta a batata frita, que logo se difundiu pela França e passou a ser apreciada em vários países do mundo.

Hoje, a batata é produzida em diversos países do mundo e consumida de formas diferentes (cozida, assada, frita, gratinada, amassada), dependendo do tipo e da quantidade de água que contêm. Batatas com baixo teor de água são indicadas para serem fritas e para preparar nhoques. Já as que têm alto teor de água, podem ser utilizadas para cozimentos, massas, purês e tortas. Para preparar batata assada recheada, o tipo mais recomendado é a 'batata inglesa'.

A batata não deve ser consumida na forma crua, pois ela possui uma substância tóxica chamada solanina, que pode ser prejudicial para a saúde se consumida em grandes quantidades. Da mesma forma, batatas verdes ou com brotos devem ser desprezadas. Assim, caso a batata tenha brotos na casca, retire-os completamente, para evitar consumir solanina. As batatas devem ser bem lavadas e escovadas, para remover todas as sujeiras e microorganismos da suas superfícies ásperas.

A batata pertence à família das convolvuláceas e têm atributos nutricionais indiscutíveis: ela é fonte de carboidratos - nutriente fornecedor de energia - que mais deve ser consumido na nossa alimentação. Além disso, ela contém vitaminas B e C, fibras e amido resistente (um tipo especial de fibras) que auxilia para o bom funcionamento intestinal e ajuda a prevenir doenças crônicas, como câncer e doenças do coração.

Por:Roberta Stella
Nutricionista formada pela Universidade de São Paulo (USP)

Salada de batatas com alcaparras




Ingredientes:

6 batatas grandes
2 colheres de sopa de margarina ou manteiga
60g de farinha de trigo
1 tablete de caldo de carne dissolvido em 1 xícara de chá de água
1 a 2 colheres de sopa de vinagre
1 vidro de alcaparras
1 xícara de chá de salsa
1 xícara de creme de leite

Modo de Preparo:
Cozinhar as batatas, descascar e cortar em fatias redondas. Reservar. Numa panela colocar a manteiga ou margarina e a farinha. Misturar bem. juntar o caldo de carne e deixar aquecer até obter um molho grosso e consistente. Picar a salsa em pedaços bem pequenos. Acrescentar o vinagre, as alcaparras escorridas, a salsa picadinha e o creme de leite. Retirar do fogo assim que abrir fervura. Arrumar as batatas numa travessa e despejar o molho sobre elas. Deixar tomar gosto por uma hora ou mais antes de servir.
Dificuldade: Fácil
Tempo de Preparo: 30 min

Bom Apetite.

Bolo de Batata Doce




Ingredientes:

3 chícaras de (chá) de batata-doce, cozida e amassada com garfo
1 chícaras de (chá) de margarina (200 g)
1 chícaras de (chá) de amido de milho
2 chícaras de (chá) de farinha de trigo
2 colher e ½ (chá) de açúcar
2 chícaras de (chá) de leite
2 colher de (sopa) de fermento em pó
1 pitada de sal
4 gemas
4 claras

Modo de Preparo:

Bater a batata no liqüidificador com o leite e reservar. Bater as claras em neve com o sal e reservar. Bater em creme, o açúcar com a margarina e as gemas. Acrescentar a batata reservada, o amido de milho, a farinha e o fermento. Por último, misturar levemente as claras. Colocar numa assadeira (grande) untada e enfarinhada. Levar ao forno médio, por 35 minutos. Cortar em quadrados regulares.
Dificuldade: Fácil
Tempo de Preparo: 35 minutos

Bom Apetite.

Batata colorida

Ingredientes:

2 colheres de sopa de manteiga
1 cebola picada
1 pimentão vermelho grande, picado
1 pimentão verde grande, picado
50 g de uvas passas brancas sem sementes
2 colheres de sopa de salsinha picada
500 g de batata palha pronta


Preparo:

Em um refratário grande, coloque a manteiga, a cebola e leve ao microondas por três minutos na potência alta. Acrescente os pimentões, as uvas passas, a salsinha e deixe mais três minutos. Na hora de servir, misture com a batata palha.

Bom Apetite.



Quando você anseia por fazer a coisa certa e tomar o caminho correto, você assim o fará. Você deve ser forte para enfrentar e reconhecer as tentações que surgem no caminho. Cada tentação superada lhe dará força interior e estabilidade mais profundas, fazendo você capaz de enfrentar qualquer situação sem se abalar. Os caminhos de Deus são muito estranhos, mas lembre-se que Ele vê todo o quadro, enquanto você só consegue enxergar uma pequena parte. Deus vê todos os atores na peça da vida; você só vê os que lhe estão próximos. Ela aponta o caminho para cada um deles e eles seguem e cumprem sua tarefa no vasto plano geral, e, assim, o plano se desenvolve com perfeição. Observe o seu desenrolar e maravilhe-se. Aceite tudo com o coração pleno e grato, e veja a mão de Deus atuando em tudo o que está acontecendo.

Reflita amados!!
Bjos Lela







Nossa Senhora das Mercês

A Santíssima Virgem apareceu a São Pedro Nolasco, em 1218, recomendando-lhe que fundasse uma comunidade religiosa que se dedicasse a auxiliar a quão cativos eram levados a sítios longínquos. Esta invocação Mariana nasce na Espanha e se difunde pelo resto do mundo. São Pedro Nolasco, inspirado pela Santíssima Virgem, funda uma ordem dedicada à mercê (que significa obras de misericórdia). Sua missão era a misericórdia para com os cristãos cativos em mãos dos muçulmanos. Muitos dos membros da ordem trocavam suas vidas pela de presos e escravos. Foi apoiado pelo rei Jaime o Conquistador e aconselhado por São Raimundo do Peñafort. São Pedro Nolasco e seus frades muito devotos da Virgem María, tomaram como padroeira e guia. Sua espiritualidade é fundamentada no Jesus o libertador da humanidade e na Santíssima Virgem, a Mãe libertadora e ideal da pessoa livre. Os mercedários queriam ser cavaleiros da Virgem Maria ao serviço de sua obra redentora. Por isso a honram como Mãe da Mercê ou Virgem Redentora. Em 1272, depois da morte do fundador, os frades tomam oficialmente o nome da Ordem de Santa Maria das Mercês, da redenção dos cativos, mas são mais conhecidos como mercedários. O Padre Antonio Quexal em 1406, sendo general das Mercês, diz: "Maria é fundamento e cabeça de nossa ordem". Esta comunidade religiosa se dedicou por séculos a ajudar aos prisioneiros e teve mártires e Santos. Seus religiosos resgataram muitíssimos cativos que estavam detentos em mãos dos ferozes sarracenos. O Padre Gaver, em 1400, relata como A Virgem chama são Pedro Nolasco e lhe revela seu desejo de ser libertadora através de uma ordem dedicada à liberação. Nolasco a pede ajuda a Deus e, em sinal da misericórdia divina, responde-lhe A Virgem Maria lhe dizendo que funde uma ordem liberadora. Desde ano 1259 os pais Mercedários começam a difundir a devoção a Nossa Senhora das Mercês (ou das Mercedes) a qual se estende pelo mundo. América Os mercedários chegam ao continente americano e logo a devoção à Virgem das Mercês se propaga amplamente. Na República Dominicana, Peru, Argentina e muitos outros países, a Virgem das Mercês é muito conhecida e amada.



Veja o que mais se comemora hoje:


Dia de Nossa Senhora das Mercês
Hoje celebramos o Dia de Nossa Senhora das Mercês; Santos Geraldo, Dalmácio e Rústico.


Dia do Coração
Não se sabe ao certo em qual sentido celebramos o Dia do Coração, mas é dele que precisamos cuidar; cuidar e senti-lo, claro.


Dia Nacional da Guiné-Bissau
Situada na costa oeste da África, Guiné-Bissau tem rios navegáveis e litoral pantanoso. É um país pobre e depende da ajuda externa.
n Início da Semana dos Bons Dentes
Dentes brilhantes e saudáveis são desejáveis em qualquer época da vida, mas não custa lembrar aquele seu filhinho preguiçoso da importância de cuidar deles...

Primavera tempo de renovação...




Já dizia o poeta: "oh, primavera adorada, inspiradora de amores!" Setembro chega e traz com ele a aclamada estação das flores. Nascida neste mês, desde criança eu guardo comigo um orgulho secreto por ter nascido justamente nesta estação. Acho tão bonita a ideia, apesar de nunca ter visto a profusão de flores cantada na música.


E foi somente quando vim morar no hemisfério norte, há três anos, que descobri o que era a primavera de verdade. Depois de um longo, escuro e frio inverno que atravessa os primeiros meses do ano, a primavera quando chega é simplesmente deslumbrante. A neve derrete, o frio vai indo embora aos poucos, o verde começa a brotar, os animais voltam a aparecer e as flores, ah, as flores, elas são um espetáculo à parte.


Brotam por todos os lados, surgem em todas as cores, crescem de todos os tamanhos e tipos. É a explosão da vida novamente. Inspiradora, colorida, abundante, ela vem renovar a alma de quem se guardou durante o inverno. É a natureza exuberante mostrando toda sua intensidade na delicadeza das flores.


Vida nova

A palavra é renovação. Vida nova. E pensando nisto, sugiro alguns florais que trazem esta perspectiva de espanar a poeira da alma, deixando espaço para a luz e para as sementes de um novo dia.


O composto Bless the old, embrace the new (Florais do Deserto) ajuda a deixar ir o que não serve mais, ao mesmo tempo em que nos abre para aceitar o novo em nossas vidas.
Walnut, de Bach, é excelente nos momentos de transição na vida pois ajuda a quebrar hábitos e vínculos antigos e a dissipar qualquer vínculo que possa prender a pessoa ao passado.
Sagebrush, da Califórnia, assim como o Walnut também é indicada para os momentos de transição. O que as diferencia é que Sagebrush ajuda no desapego de uma falsa imagem que criamos de nós mesmos, de um estilo de vida não-autêntico. É hora de dar a volta por cima e deixar de lado esta falsa persona? Este floral ajuda no reconhecimento de quem realmente somos e deixa pra trás as ilusões que não permitem a evolução da alma.
Morning Glory, da Califórnia, é indicado para romper padrões de hábitos destrutivos e ajudar a ganhar nova perspectiva de vida. Excelente auxiliar para quebrar vícios.

Nota importante sobre a escolha dos florais:
A automedicação de florais parece bem fácil. A pessoa procura por palavras-chave e escolhe as essências. Você não precisa se identificar com 100% das características de uma essência para tomá-la. Eles não apresentam contra-indicação, mas para fazer a escolha correta é preciso conhecer os sistemas florais e, ao mesmo tempo, ter capacidade de perceber claramente as questões pessoais ou das pessoas próximas, o que nem sempre é simples. Por isso, um profissional capacitado é sempre a melhor opção.

Fonte: site Personare

Carolina Arêas
Iniciou sua formação como terapeuta floral através do Healing Herbs, da Inglaterra, estudando as essências de Bach. Também trabalha com Reiki nível II e massoterapia ayurvédica. contato: carolinaareas@yahoo.com.br

Bjos Lela

Eclesiastes 11.1-6

Mensagem:

Bom seria se tudo de que gostamos pudesse ser realizado como num passe de mágica, instantaneamente.Mas isso não é possível.Só podemos conquistar algo quando aprendemos a dar um passo de cada vez.É por meio de pequenos passos, firmes e repetidos, que vamos alcançar grandes realizações e vencer desafios.
Para isso é preciso tomar a decisão de dar o primeiro passo sem aguardar condições ideais, sem desistir no meio do caminho.Sabemos que existem riscos por toda parte (uma árvore pode cair, o vento ode ser contrário à nossa direção), mas é preciso começar à andar.É melhor sofrer uma derrota no caminho do empreendimento do que na paralisia da acomodação.
"Lance o seu pão sobre as águas", comece a dar seus passos mesmo não sabendo até onde você conseguirá chegar.Caminhando você pode ter certeza que irá mais longe do que se ficar parado no mesmo lugar, olhando o tempo, imaginando se vai ou não cair uma tempestade.Quem fica olhando o tempo e o vento não chega a lugar nenhum, não colherá. Imagine se um agricultor deixasse de plantar porque suspeita que a chuva não irá cair? Isso não acontece, ele planta, mesmo sabendo que as adversidades em algum momento irão chegar.Ele semeia, mesmo sabendo que nem todas as sementes vão sobreviver.Ele sabe que quanto mais semear, maior será a possibilidade de uma grande colheita.
Precisamos aproveitar as possibilidades que estão diante nós confiando em Deus, sabendo que ele é o dono do tempo, , que ama cada um de seus filhos e os auxilia em tempos de crise.
São muitas coisas que podemos semear passo a passo (uma realização profissional, um tratamento de saúde bem sucedido, a conquista de um casamento bom, um bom emprego, uma bonita e confortável casa, etc ), mas a mais importante semente é a palavra de Deus.Ela precisa estar plantada em nosso coração e precisa ser lançada nos corações das pessoas deste mundo.

Precisamos mudar nossa vida.

"Sonhos só se tornam realidade, quando se acorda para a decisão e ação".

Fonte: Livro Pão Diário, Edição Especial
Convenção Batista Paranaense.

Bjos Lela

BOM DIA ...




BOM DIA... LINDO E ABENÇOADO SÁBADO À TODOS MEUS SEGUIDORES E AMIGOS QUE POR AQUI PASSAREM...

BJOS DE LUZ!!!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Pão de Batata-doce



Ingredientes:

3 batatas-doces, de tamanho médio
3 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 ovos
2 colheres (sopa) de fermento
1 colher (sopa) de manteiga
1 colher (sopa) de banha
1 xícara (chá) de açúcar
sal a gosto

Modo de Preparo:

Cozinhe as batatas, descasque-as e passe-as pelo espremedor. Assim que estiverem frias, junte os ingredientes, um de cada vez, intercalando os úmidos com os secos. Amasse bem, faça os pãezinhos em formato redondo, pincele com gema e leve ao forno para assar.

Bom Apetite.

Nhoque de Batata ao Pesto




Ingredientes para o Nhoque:

1 kg de batatas
250 g de farinha de trigo
1 ovo
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
noz-moscada e sal a gosto

Pesto:

1 maço de manjericão fresco (só as folhas)
30 g de queijo parmesão ralado
30 g de queijo pecorino
3 colheres (sopa) de castanhas-do-pará (ou nozes) sem pele e moídas
1/2 copo de azeite de oliva
2 ou 3 dentes de alho picados
sal se necessário

Modo de Preparo:

Cozinhar as batatas e passar no espremedor. Deixar esfriar. Juntar a farinha, o ovo, a noz-moscada, o sal e o parmesão. Misturar bem com a mão. Sobre a mesa enfarinhada fazer 3 rolos finos de massa e cortar com uma faca os nhoques (cerca de 2 centímetros). Rolar rapidamente cada nhoque na farinha e jogar aos poucos num caldeirão com água salgada fervente. Quando os nhoques subirem à superfície, estão cozidos. Retirar com uma espumadeira e colocar numa travessa. Misturar o molho de pesto rapidamente e servir.


Bom Apetite.

Frango com Batatas




Ingredientes:

1 frango com cerca de 2 kg
2 colheres (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 cálice de vinho do porto ou madeira
2 dentes de alho
8 batatas
sal e pimenta a gosto

Modo de Preparo:

Temperar o frango com o alho esmagado, sal e pimenta. Untar com a manteiga e colocar numa assadeira com as batatas descascadas ao seu redor. Regar com azeite e com o vinho e levar ao forno durante 1 hora. De vez em quando, regar com o caldo da assadeira.


Bom Apetite.

Assado de Bacalhau com Batatas




Ingredientes:

2 (sopa) de manteiga
1 e ½ quilos de batatas (obs. cozinhar junto o bacalhau com as batatas)
200 gramas de parmesão (grosso ralado)
½ quilo de bacalhau limpo e cozido
1 lata de creme de leite com soro
300 gramas de mussarela picada
300 gramas de batata palha
Maionese a gosto
1 copo de leite
1 cebola picada
Salsa e cebolinha

Modo de Preparo:

Desfiar o bacalhau, refogá-lo no azeite e na cebola, depois acrescentar os cheiros-verdes. Reservar. Fazer um purê (com 2 colheres de manteiga derretidas), acrescentar as batatas e mexendo, acrescentando o leite aos poucos. Colocar um pouquinho de salsa e queijo parmesão. Colocar o creme de leite e misturar com o fogo desligado (não deixar muito mole). Untar uma refratária com azeite e polvilhar com farinha de rosca. Colocar o purê e passar a maionese sobre este, depois colocar o bacalhau, a mussarela, depois a batata palha. Polvilhar com farinha de rosca e queijo ralado e regar com azeite.

Bom Apetite.

O Que você pode fazer para mudar o mundo?




Comece mudando a si mesmo. Ninguém muda o mundo se não consegue mudar a si mesmo ... Cuide da Saúde do Planeta. Não desperdice água, não jogue lixo no lugar errado, não maltrate os animais ou desmate as árvores.


Por mais que você não queira, se nascemos no mesmo planeta, compartilhamos com ele os mesmos efeitos e conseqüências de sua exploração ... Seja responsável: não culpe os outros pelos seus problemas, não seja oportunista, não seja vingativo. Quem tem um pouquinho de bom senso percebe que podemos viver em harmonia, respeitando direitos e deveres ...

Acredite em um mundo melhor. Coragem, Honestidade, Sinceridade, Fé, Esperança são virtudes gratuitas que dependem de seu esforço e comprometimento com sua Honra e Caráter. Não espere recompensas por estas virtudes, tenha-as por consciência de seu papel neste processo ...

Tenha Humildade, faça o Bem, trabalhe. Não tenha medo de errar, com humildade se aprende, fazer o bem atrairá o bem para você mesmo e trabalhando valorizarás o suor de teu esforço para alcançar seus objetivos ...

Busque a Verdade, a Perfeição, uma posição realista frente aos obstáculos, uma atitude positiva diante da vida... Defenda, participe, integre-se à luta pacífica pela Justiça, Paz e Amor. Um mundo justo é pacífico, e onde há paz pode-se estar preparado para viver um grande Amor ...

RODRIGO BENTES DINIZ




Dia do sorvete

Desde 2002 o dia 23 de setembro não é mais somente o início da primavera: é o Dia do Sorvete. Essa celebração, instituída pela ABIS - Associação Brasileira das Indústrias de Sorvete - é comemorada justamente para marcar o início das temperaturas mais quentes do ano no país, época em que normalmente se acentua o consumo de sorvetes no Brasil, país que, embora seja tropical, ainda mantém a tradição de consumo de sorvete somente no verão, ao contrário dos países nórdicos, por exemplo. Enquanto eles consomem aproximadamente 20 litros por pessoa/ano, nós consumimos míseros 3,5 litros. Do ponto de vista nutricional, o sorvete é um alimento completo, pois contém proteínas, açúcares, gordura vegetal e/ou animal, vitaminas A, B1, B2, B6, C, D, K, cálcio, fósforo e outros minerais essenciais numa nutrição balanceada. É um complemento alimentar de alto valor nutritivo, sem ser excessivamente calórico. Comparativamente, vale dizer que 100g de sorvete de creme têm 208 calorias, enquanto a mesma quantidade de pão francês tem 269 e de ovo frito, 216. É claro que estes dados podem variar, dependendo da composição de cada sorvete, mas é certo que aqueles que têm como base o leite são uma fonte considerável de cálcio, mineral essencial para a saúde de dentes e ossos. Sem contar que são um alimento sempre bem aceito. Qual é a criança que recusa um sorvete? Como surgiu o sorvete O prazer de se refrescar com um sorvete é conhecido pelo homem há mais tempo do que se imagina. Consta em alguns livros de história que Nero, no ano 60 D.C., já saboreava essa sobremesa em seus banquetes. Naquele tempo a mistura era preparada no momento de servir com sucos de frutas, mel e neve dos Alpes. Os chineses foram, entretanto, os grandes admiradores de sorvete na Antigüidade. Há três mil anos, antes da invenção das máquinas de fazer frio, utilizando a neve, os antigos também preparavam suas especialidades. Alguns historiadores atribuem a Marco Polo a introdução do sorvete na Europa, no Século XIII, onde se incorporou o leite nas receitas. Mas foi nos Estados Unidos que o produto se popularizou: a primeira sorveteria foi instalada em Baltimore, em 1851, tornando-se um sucesso e provocando uma expansão rápida do comércio do segmento, dando assim início à produção industrial do alimento. No Brasil também chegou no século passado e consta que era uma das sobremesas preferidas de D.Pedro II. Com o aprimoramento das máquinas de fazer frio e o posterior avanço tecnológico, o sorvete passou a incorporar novos ingredientes e técnicas de preparo mais sofisticadas que trouxeram a cremosidade ao produto. Elementos como leite, açúcar, glicose, emulsificante, gordura vegetal, aromas, corantes e frutas naturais tornaram o sorvete um alimento com grande valor nutritivo.

Fonte: aomestre



Veja o que mais se comemora hoje

Dia de São Lino
Hoje é Dia de São Lino, Papa e Mártir; Santas Tecla e Plígena, Virgens; Santos Sósio, André e Paterno.


Dia do Soldador
Profissão: O que é um soldador? Solda - Substância metálica e fusível, para unir peças também metálicas. A civilização moderna está apoiada em boa parte no uso dos metais. Há milhares de objetos metálicos diferentes, e mesmo os produtos que usam outros materiais, são fabricados por máquinas feitas de metal. O metal mais importante é o ferro, por sua larga aplicação.

Fonte:acasadomagodasletras



Dia Nacional da Arábia
Nação do Oriente Médio, a Arábia Saudita é dona da maior reserva mundial de petróleo . Os recursos obtidos com a exportação desse minério financiam o desenvolvimento do país e permitem investimentos sociais. O reino fornece atendimento médico e remédios gratuitos à população e possui um índice de leitos hospitalares (quatro por mil habitantes) semelhante ao dos EUA.